ads

Slider[Style1]

tecnologia

Jogos

Música

Cinema

Android

eventos



O Ministério das Comunicações divulgou hoje, através do Diário Oficial da União, os critérios e exigências para a desoneração de smartphones no Brasil. A Lei 11.196, popularmente conhecida como Lei do Bem, dará isenção fiscal para os smartphones montados aqui e com aplicativos desenvolvidos no Brasil. A partir do dia 10 de outubro, as empresas que quiserem se beneficiar da lei terão que disponibilizar ao menos 5 aplicativos criados em solo nacional. Em dezembro de 2014, o número mínimo exigido passa para 50.

A lei não obriga os aparelhos a virem com os aplicativos pré-instalados, eles podem ser disponibilizados no momento que o usuário configura o aparelho pela primeira vez ou através de algum outro aplicativo que funcione como uma "loja alternativa".

Os softwares devem ser obrigatoriamente criados no Brasil (pessoa física ou jurídica), e o Ministério das Comunicações tem o poder de indicar periodicamente os aplicativos que as empresas devem incluir na lista. Além disso, a cota mínima já tem uma programação de aumento definida pela portaria de hoje, sendo:
10 de outubro de 2013 - 5 aplicativos no mínimo
1º de janeiro de 2014 - 15 aplicativos no mínimo
1º julho de 2014 - 30 aplicativos no mínimo
1º de dezembro de 2014 - 50 aplicativos no mínimo

Os softwares desenvolvidos devem ser em português e englobar assuntos como: educação, saúde, esportes, turismo, produtividade e até mesmo jogos. Os aplicativos obrigatórios indicados pelo governo serão de origem governamental ou escolhidos por meio de concurso, desde que tenham utilidade pública. 
Fonte: Adrenaline

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

COMENTE


Topo