ads

Slider[Style1]

tecnologia

Jogos

Música

Cinema

Android

eventos


Em um tweet recente, Alan Kertz (@Demize99) revelou que em Battlefield 4 os jogadores não poderão reviver os seus companheiros que morreram por uma facada.

Isso deve adicionar uma nova dinâmica interessante ao Battlefield, proporcionando alguma vantagem tática para aqueles que decidirem matar o seu inimigo com a sua faca. Os jogadores que decidirem mover-se sorrateiramente por trás das linhas inimigas poderão não somente matar os seus alvos de forma silenciosa com sua faca, mas também contarão com a vantagem que esses corpos abatidos não contarão com o ícone de reviver sobre eles... Ou seja, o inimigo não terá como saber que você está ali atrás. É claro que o esquadrão ainda possuirá o VOIP então tenham isso em mente.

Uma preocupação que surge a partir disso, no entanto, é que esta nova mecânica fará com que muitos jogadores tentem matar o seu alvo na faca a todo custo, e nós sabemos que matar alguém na faca em Battlefield não é a coisa mais fácil de realizar. Temos que ver ainda como funcionará o som no jogo. Os jogadores conseguirão escutar de forma clara e precisa os passos dos inimigos? Haverá uma diferença muito grande em relação ao BF3 no que diz respeito aos sons dos jogadores?


Não é surpresa para ninguém que a DICE está realmente escutando o que os jogadores estão pedindo. Logo após o tweet do Alan Kertz, um membro da comunidade de Battlefield perguntou aos desenvolvedores o por que de não fazer o mesmo com tiros na cabeça (Head Shots). Por que não impossibilitar também a ressurreição de pessoas que morreram com um tiro na cabeça? Logo depois de sua pergunta, um dos desenvolvedores respondeu e falou que achou a ideia excelente e que a encaminharia para a mesa de discussões.

Já temos a certeza que um inimigo morto por uma facada não poderá ser revivido, porém não fiquem surpresos se o mesmo acontecer com inimigos mortos com um tiro na cabeça!

POSTADO POR - MrBrunoSantos

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

COMENTE


Topo