ads

Slider[Style1]

tecnologia

Jogos

Música

Cinema

Android

eventos


Segundo o Wall Street Journal, a mega empresa Apple, está olhando para uma maneira de expandir seus negócios de pagamentos móveis em um meio pelo qual seus usuários podem usar leitor de cartões em seus dispositivos móveis iOS via suas contas do iTunes existentes.


A Apple já permite que os clientes que frequentam suas lojas físicas de varejo façam isso com os acessórios e outros itens relativamente baratos. Usando o aplicativo Apple Store, os usuários podem ler códigos de barras de produtos e, em seguida, autenticar e finalizar a compra usando suas conta do iTunes Store, da mesma forma que eles podem pagar por bens digitais, incluindo filmes e música.

No novo relatório, WSJ afirma que a Apple está estudando uma forma de expandir esse tipo de comportamento de compras,  além de apenas mercadorias em lojas próprias da Apple, para os varejistas de terceiros e prestadores de serviços. Eddy Cue vice-presidente da App Store e software Internet e serviço em geral, reuniu-se com executivos da indústria de varejo e comércio para preparar o caminho para um sistema de grande alcance de pagamentos, de acordo com fontes do WSJ, a Apple também já teria conversado com Jennifer Bailey, antiga Vice-Presidente de lojas online da Apple, em um papel com foco na construção de um negócio de pagamentos.

Segundo os arquivos Apple cerca de 600 milhões de pessoas usaram cartão de credito para pagamento no ultimo ano, de acordo com estimativas de analistas. Para se ter uma ideia, o PayPal tem cerca de 137 milhões de contas ativas, de acordo com próprios números atuais da empresa. Em outras palavras, potencial latente para a Apple é enorme.

A Forrester estima que até 2017 os pagamentos móveis bata a marca dos 90 bilhões de dólares, isto não é difícil pois já está crescendo num ritmo acelerado. Se o relatório da WSJ , hoje, for realmente preciso a Apple pode finalmente estar pronta para reclamar seu lugar à mesa. E se isso acontecer, ele poderia alterar drasticamente o posicionamento de algumas das maiores empresas desse mercado, incluindo Square, PayPal etc.




Fonte: TechCrunch

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

COMENTE


Topo