ads

Slider[Style1]

tecnologia

Jogos

Música

Cinema

Android

eventos

O filme é baseado em uma lenda japonesa, que conta a história de 47 Ronins. Ronins, são samurais que não possuem mestre, normalmente, porque esse foi morto. Como os samurais tem grande conhecimento das artes de luta, quando perdem seus mestres, devem ficar em exílio e não são mais considerados samurais.


O filme se passa no início do século XVIII e narra a história do mestiço Kai (Keanu Reeves), que, apesar de ter excelentes dotes para lutar, não é aceito pelo chefe dos samurais do reino de Ako, Oishi (Hiroyuki Sanada). Certo dia, durante um evento de luta organizado pelo lorde de Ako, Asano (Min Tanaka), o shogun Tsunayoshi (Cary-Hiroyuki Tagawa) e o lorde Kira (Tadanobu Asano) firmam um pacto com uma feiticeira (Rinko Kinkuchi) para derrubar o líder do poder e fazer com que ele cometa suicídio, além de banir todos os samurais do reino. Como reação, Oishi pede ajuda a Kai e os dois formam um exército de 47 ronins para lutar por Asano, seu falecido mestre, retomar a ordem em Ako, livrar o lugar de seres místicos como dragões e também da bruxaria.


O enredo tem potencial: trata-se de uma lenda que de fato existe no Japão e revela muito da história e das tradições do país, mas nunca foi levada ao cinema. O grande pecado de 47 Ronins, no entanto, é ser moldado no padrão de Hollywood, que tem a sua fôrma pronta para filmes de ação. Os efeitos especiais, monstros e dragões, são bem feitos e fundamentais em alguns momentos da trama, em outros são exagerados e fazem do filme quase uma ficção científica.



Gosto muito de histórias e filmes japoneses mas esse é uma bobagem. Bem fraco. Keanu Reeves ataca mais uma vez, como péssimo ator que ele é, e não se passa por um mestiço de japonês nem aqui, nem no Japão. 

Se você quer ver um filme interessante sobre samurais, não vá ao cinema, economize seu suado dinheirinho e assista O último samurai”. 




POSTADO POR - Guilherme J Cabral

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

COMENTE


Topo