ads

Slider[Style1]

tecnologia

Jogos

Música

Cinema

Android

eventos

Por: Luiza Beirão



Já tinha comentado sobre o trailer, agora depois de ter assistido o filme vou comentar um pouco sobre ele. O trailer não tinha me empolgado, mas o filme com certeza superou a expectativa! Saí do cinema e a primeira coisa que pensei foi: 
“tinha tempos que não gostava tanto de um filme de super-heróis!”


Para entender um pouco a lógica do filme, no meio desse tanto de filme do X-men, podemos dizer que Dias de um Futuro Esquecido é uma sequência do X-men First Class, que mostrou o passado e início da amizade/ inimizade do Professor Xavier e Magneto. De certa maneira, os dois filmes que contam a história do Wolverine, também fazem uma introdução à esse novo filme. Além disso, o filme também retoma vários personagens e cenas da primeira trilogia que começou em 2000. Ou seja, o filme traz uma oportunidade incrível de rever cenas antigas, personagens antigos (com os atores originais), o que torna o filme ainda mais divertido para quem é fã de X-men e assistiu a todos os filmes.

A história desse novo filme é a seguinte: no futuro, os mutantes são caçados impiedosamente pelos Sentinelas, gigantescos robôs criados por Bolívar Trask (Peter Dinklage). Os poucos sobreviventes precisam viver escondidos, caso contrário serão também mortos. Entre eles estão o professor Charles Xavier (Patrick Stewart), Magneto (Ian McKellen), Tempestade (Halle Berry), Kitty Pryde (Ellen Page) e Wolverine (Hugh Jackman), que buscam um meio de evitar que os mutantes sejam aniquilados. O meio encontrado é enviar a consciência de Wolverine em uma viagem no tempo, rumo aos anos 1970. Lá ela ocupa o corpo do Wolverine da época, que procura os ainda jovens Xavier (James McAvoy) e Magneto (Michael Fassbender) para que, juntos, impeçam que este futuro trágico para os mutantes e a humanidade se torne realidade. Além disso, o filme explora bastante a personagem Mística, que pra mim, tem o poder mais legal de todos. O poder dela e seu DNA é usado para tornar os Sentinelas praticamente indestrutíveis. Por isso, Wolverine, Magneto e Professor Xavier devem também impedir a morte dela e o uso de seu DNA.


O filme trouxe uma nostalgia e me lembrou da época em que eu assistia o desenho de X-men na televisão. Muito legal ver vários personagens que não apareciam mais a anos. E o filme mesmo mostrando duas épocas diferentes, futuros diferentes e esse tanto de personagem não é em nenhum momento confuso. O diretor Bryan Singer que também dirigiu X-men o filme e X-men 2, volta para dirigir essa sequência e conseguiu juntar todas as pontas de uma maneira muito consistente e fazer um filme realmente divertido, com direito a cenas inesperadas de comédia (levando em conta os outros filmes), do sarcástico Wolverine.



POSTADO POR - Guilherme J Cabral

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

COMENTE


Topo