ads

Slider[Style1]

tecnologia

Jogos

Música

Cinema

Android

eventos

Nesta ultima semana a Microsoft divulgou em um grande evento, varias novidades, a principal dela, e com a maior repercussão, obviamente foi sobre o HoloLens, "o computador holográfico mais avançado do mundo que você já viu". Um dispositivo de realidade aumentada que mostra bem qual pode ser o novo modelo de computação para o futuro, lembrando a tecnologia usada no filme “Minority Report”.


Pouquíssimas pessoas tiveram acesso aos testes dele, e a Microsoft não liberou nenhuma informação concreta sobre como ele funciona – além de não ter liberado registros de suas avaliações no evento. De qualquer forma, os relatos de quem teve a oportunidade de usar o aparelho já revelam alguns detalhes bem animadores sobre o dispositivo.


Por exemplo: o HoloLens não é um computador como conhecemos atualmente. Ele é, na verdade, um óculos de realidade aumentada, que rodará o Windows 10 e alguns apps de desenvolvimento específico para ele. O que ele faz é criar uma área de trabalho flutuante – em 3D – na frente de quem o está utilizando.

Ele é bem diferente do Oculus Rift em termos de funcionalidade. O Rift promete levar os usuários para uma realidade virtual, que permite explorar uma série de possibilidades em várias áreas. O HoloLens não. Ele usa a realidade aumentada, simplesmente projetando o conteúdo em uma espécie de camada que fica sobreposta ao que você vê na vida real.



O que é, teoricamente, simples de se fazer usando múltiplos dispositivos. O desafio que a Microsoft tem é conseguir realizar isso somente com o seu óculos. O protótipo exibido no evento da última quarta-feira (21), porém, mostrou que a empresa está no caminho certo, e que o sucesso pode vir antes do esperado.

Por ser a primeira plataforma de computação holográfica do mundo, o Windows 10 inclui um conjunto de APIs que permite aos desenvolvedores criar experiências holográficas no mundo real. Todos os apps nativos do sistema da Microsoft poderão ser levados para os hologramas, ou seja, serão compatíveis com o HoloLens.

Com suas lentes holográficas transparentes de alta definição e som espacial para que se possa ver e ouvir hologramas no mundo que o cerca, o HoloLens pode funcionar sem os fios usando sensores avançados, um sistema de última geração em um chip e a adição de uma unidade de processamento holográfico (Holographic Processing Unit, HPU).

As especificações técnicas, a tecnologia por trás dele, uma previsão de lançamento e o preço do HoloLens não foram revelados pela Microsoft. Porém, a empresa garante que ele é um produto voltado tanto para os negócios como para o usuário de casa. E o que não falta, certamente, é funcionalidade para ser aplicada a ele.


POSTADO POR - Guilherme J Cabral

«
Próximo
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

COMENTE


Topo